Em Seringueiras/RO, SEMAGRI promove curso de Educação Ambiental

A Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura (SEMAGRI), promoveu entre os dias 09 a 17 de maio de 2022, o curso de Educação Ambiental em parceria com o Sindicato Patronal e a casa de leis do município . O evento foi ministrado pelo SENAR, e contou com a participação de diversas entidades representativas em questões ambientais na região do Vale do Guaporé, dentre elas, membros da Associação de Recicladores de Seringueiras (ARES), integrantes do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios São Miguel – Vale do Guaporé (CBHRSMVDG), e da sociedade civil. 

O curso teve como objetivo promover a capacitação dos participantes através de bases teóricas e ações práticas. Durante o evento os alunos aprenderam sobre a destinação final ambientalmente adequada dos resíduos sólidos (lixo), Áreas de Preservação Permanentes (APP´s), manejo dos Recursos Hídricos, ainda, foi abordado sobre os impactos ambientais motivados em decorrência de usos predatórios dos recursos naturais, bem como a legislação pertinente a estas abordagens.

O curso culminou com uma ação prática de recolhimento de resíduos sólidos na trilha que leva à captação de água, feita pela CAERD, que durou aproximadamente 20 minutos, porém o resultado foi assustador, os cursistas coletaram mais de 04 sacos de lixo jogados irregularmente às margens do Rio Bananeira, manancial de captação de água para o abastecimento da população.

Deste modo, o Poder Público chama a atenção da população para com a destinação correta destes materiais, que em sua maioria são recicláveis, evitando a destinação irregular, principalmente próximo aos corpos hídricos, pois os mesmos desencadeiam impactos incalculáveis. 

A Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura (SEMAGRI) junto com Engenheiro Ambiental  mostraram a preocupação do órgão ambiental quanto à conscientização da população para a adoção de práticas sustentáveis. ainda se destacou que ,  “O desenvolvimento urbano exige cada vez mais um olhar sistêmico para com meio ambiente, de modo que às ações sejam pautadas no tripé da sustentabilidade, com atitudes ambientalmente corretas, socialmente justas e economicamente viáveis”.

Fonte: Assessoria de Imprensa .

Últimas Notícias
Veja mais notícias