Prefeito assina plano de trabalho para reforma de UBSs em comunidades indígenas

Foto: Assessoria

O Prefeito Isaú Fonseca assinou, na terça-feira (21), o plano de trabalho para Incentivo da Atenção Básica e Especializada aos Povos Indígenas, que prevê reforma de unidades básicas de saúde (UBSs) e módulos sanitários domiciliares (MSD) na Terra Indígena Igarapé Lourdes, em Ji-Paraná.  

De acordo com o plano de trabalho, serão aplicados R$ 2,13 milhões, no período de um ano, entre junho de 2022 e junho de 2023, para contratação de empresas e mão de obra e a compra de materiais. O recurso é repassado à Prefeitura de Ji-Paraná pelo Ministério da Saúde (MS) para ser aplicado em obras de saneamento básico.

Na reunião com lideranças indígenas, Isaú Fonseca afirmou que, ao ser informado da disponibilidade do recurso do MS, determinou a imediata aplicação dos valores nas aldeias da Terra Indígena Igarapé Lourdes. “Foram mais de 10 anos para que as nossas comunidades indígenas tivessem direito a esse investimento em saúde”, lembrou o prefeito.

Ao ser questionado sobre o prazo para aplicação do recurso, o prefeito de Ji-Paraná afirmou que foi tempo demais para um benefício que deveria chegar logo às aldeias. “Eu e minha equipe estamos na prefeitura há um ano e meio. Neste período, um ano foi inteiramente dedicado ao combate da Covid-19”, explicou.

Isaú Fonseca admitiu que todos os esforços da Prefeitura foram para proteger a população, inclusive os povos indígenas, da doença. “Mesmo assim, tivemos muitas perdas de moradores, servidores públicos, como enfermeiros, médicos, e amigos, mas estamos conseguindo vencer essa batalha”, garantiu.

“A Prefeitura de Ji-Paraná tem responsabilidade, sim, pelo o atraso que deixou vocês [povos indígenas] sem as reformas das UBSs. Administrações anteriores ignoram esse direito. Como disse antes, do período em que estou na prefeitura, um ano foi para o combate intenso da Covid”, pontuou Isaú.

Para Josias Gavião, diretor do Departamento de Assuntos Indígenas, a demora em repassar o recurso financeiro causou dificuldades às aldeias que, em mais de 10 anos, tiveram que buscar atendimento na cidade. “O mais importante, agora, é que esse erro está sendo corrigido pelo Prefeito Isaú”, alegou.  

Segundo o prefeito, a partir da assinatura do plano de trabalho, serão realizadas reuniões periódicas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para informar sobre as etapas da reforma e sobre a vinda de outros benefícios. “Não vamos mais perder tempo procurando culpados, precisamos olhar para frente e trabalhar pelas nossas comunidades indígenas”, destacou.    

"Hoje, o nosso compromisso, aqui, é assinar esse plano de trabalho para levar até vocês uma saúde de qualidade nas aldeias. O que compete à Secretaria Municipal de Saúde, na gestão do Prefeito Isaú Fonseca, é promover o processo licitatório para compra dos materiais e a execução da obra”, esclareceu a secretária da Semusa, Wanessa Oliveira e Silva.          

Foto: Assessoria

Fonte: Assessoria de Imprensa .